pesquisa

23/07/2016

Carregadores falsos de aparelhos eletrônicos pode até matar

O corpo de bombeiros de Londres divulgou uma nota alertando os consumidores sobre o perigo de usar carregadores falsos de bateria. Segundo eles, o usuário poderá até morrer


Diante dos diversos lançamentos de smartphones e tablets deste mês, o corpo de bombeiros de Londres divulgou uma nota alertando os consumidores sobre o perigo de usar carregadores falsos de bateria. Segundo eles, o usuário poderá até morrer. Saiba como:

"Nossos especialistas em análise das causas de incêndios realizaram diversos testes com um bom número de carregadores falsificados. O que notaram foi que estes produtos apresentam risco iminente de matar pessoas eletrocutadas ou queimadas", afirma um representando do corpo de bombeiros de Londres.
Na Europa, um garoto de 13 anos morreu eletrocutado quando estava jogando no seu Game Boy utilizando um carregador de bateria pirata

De acordo com relatos da equipe, entre 2012 e 2013, algumas diligências cumpridas tiveram seus eventos causados por carregadores falsos de bateria. Algumas residências foram completamente devastadas porque o fogo alastrou-se rapidamente pelo sistema de eletricidade da casa.

Na Europa, um garoto de 13 anos morreu eletrocutado quando estava jogando no seu Game Boy utilizando um carregador de bateria pirata. No Reino Unido, 15 entre 21 carregadores vendidos são falsos e apresentam sérios riscos a integridade do usuário. É verdade que carregadores de bateria são caros (em qualquer lugar do mundo) e muitas pessoas podem pensar que a marca não importa. Mas importa sim! Se está sendo comercializado e foi aprovado pelos órgãos reguladores do local, é porque apresentam menos riscos ao proprietário. Vale a pena pagar mais caro por algo que provavelmente não irá queimar a nossa casa ou o nosso corpo.

Carregadores falsificados geralmente pesam menos de 40 gramas e possuem pinos brilhantes e irregulares. Quando inseridos nas tomadas, ficam mal encaixados e podem causar um curto circuito. Os carregadores de bateria originais possuem selo de autenticidade do órgão regulador, são revendidos em lojas autorizadas e encaixam-se perfeitamente nas tomadas, de acordo com o padrão do país.

Carregadores falsos pode até matar

Na Europa, um garoto de 13 anos morreu eletrocutado quando estava jogando no seu Game Boy utilizando um carregador de bateria pirata

Ficar atento a estes detalhes é vital. Apesar das informações terem sido destinadas para o público britânico, isso não significa que não podem ser aplicadas por nós brasileiros. Medidas de segurança são válidas em todo o mundo. Então lembre-se: melhor pagar mais caro e garantir a sua integridade física, do que pagar mais barato e correr o risco de ser queimado ou eletrocutado.









Fonte: tudocelular Fotos: Divulgação

Promoções imperdíveis!

Produtos em destaque no site

Veja nossas sugestões de produtos